Sobre o Projeto: Revisão

Sobre o Projeto

Última atualização em por Fernando Albuquerque Costa

Porquê este Projeto?

Reconhecendo a importância das aprendizagens realizadas no 1º Ciclo para o sucesso escolar dos alunos ao longo de toda a escolaridade, a importância do trabalho dos professores nesse processo, e os desafios que as tecnologias digitais colocam, hoje, a estes profissionais, a Câmara Municipal da Amadora, em articulação com a direção dos agrupamentos de escolas e com o centro de formação de professores do concelho, aposta na criação de condições que permitam a exploração e integração pedagógica dos recursos tecnológicos existentes nas escolas ou a adquirir num futuro próximo.

O que se pretende?

Envolver de forma ativa e crítica os professores do 1.º CEB na procura das melhores soluções para a mobilização de recursos tecnológicos potencialmente inovadores, incluindo o uso de computadores, quadros interativos, tabletes, etc.. Assegurar uma intervenção fundamentada sobre as dinâmicas de utilização de tecnologias digitais no contexto das atividades curriculares e extracurriculares do 1.º CEB. Garantir uma certificação de competências digitais de todos os alunos do 1.ºCEB. Reforçar a autonomia pedagógica das escolas e dos professores em estreita articulação com a rede de colaborações já existente, nomeadamente com o Centro de Formação da Associação de Escolas do Concelho da Amadora (CFAECA), visando a generalização do uso de tecnologias digitais em contexto escolar.

Como se concretiza?

Escolas e professores do 1.º CEB contam com o suporte pedagógico e científico do Instituto de Educação da Universidade de Lisboa, através de:

  • Organização e dinamização de sessões de formação para delineamento e discussão das estratégias a implementar, em função das necessidades das escolas e dos professores;
  • Indicação de um conjunto específico de recursos pedagógico-didáticos de apoio à conceção e implementação e avaliação de atividades com tecnologias em sala de aula;
  • Apoio na intervenção pedagógica e didática com recurso às tecnologias digitais disponíveis nas escolas e a outros equipamentos que venham a ser adquiridos ao longo do projeto. 

Com quem?

Equipa de investigadores do Instituto de Educação (ULisboa): Fernando Albuquerque Costa (coord.), Helena Peralta, Pedro Reis, Luís Tinoca, Ana Sofia Pinho, Hélia Oliveira, Elisabete Cruz, Joana Viana, Carolina Pereira e Catarina Gonçalves.

Consultores científicos: Ana Amélia Carvalho (UCoimbra), João Nogueira (UNova Lisboa), Henrique Gil (IPolitécnico de Castelo Branco), José Moura Carvalho (Projeto TEA - Tablets no Ensino e na Aprendizagem).
Comunidade educativa das escolas envolvidas no Projeto:
Todos os professores e alunos das escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico da Amadora e respetiva comunidade educativa, incluindo pessoal não docente, encarregados de educação e instituições da cidade.

Equipa Local: CMA, AGRUPAMENTOS e CFAECA.

 

Histórico desta página